quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Cidade abandonada

Achei em um forum um link desse blog, realmente o pessoal que comenta esse blog não gosta da região em que está a cidade pelo tipo dos comentarios deles, achei estranha a empolgação deles. O tópico fala de uma cidade que foi abandonada em 98 por motivos misteriosos, era uma espécie de colonia da união soviética em Svalbard ( segue o mapa). Segue texto abaixo.



Pyramiden foi durante mais de 80 anos a cidade com população fixa mais setentrional do mundo. Localizada na ilha norueguesa de Svalbard, na impressionante latitude de 79o, era propriedade de uma empresa russa de exploração carbonífera, onde junto com as vilas de Barentsberg e Grumant retirava de dentro das montanhas geladas do ártico o precioso carvão que aqueceu as casas das famílias russas durante várias décadas.




Pyramiden foi construída para ser um exemplo de como um modelo socialista poderia dar certo. Comida gratuita, cinemas, teatros, quadras poliesportivas, escolas e uma biblioteca com mais de 50.000 volumes eram alguns dos benefícios de seus milhares de habitantes durante sua época áurea.
 
Porém, como a maioria dos projetos subsidiados pelo Kremlim, o colapso do sistema soviético durante os anos 90 acabou por fechar a "Pérola do Ártico". Nada demais, se não fosse pela maneira com que ela foi desativada: Em uma manhã de 1998, foi dado o aviso repentino para que todos os trabalhadores fizessem as malas pois a ilha seria abandonada imediatamente.
 
 






Dizem que algumas coisas foram deixadas na cidade, como veículos de trabalho,salas, cinemas.


Versão não oficial


Mas alguns não acreditam na versão oficial da história, e insistem que Pyramiden foi evacuada pois era apenas uma "fachada" construída pelos russos para explorar um estranho portal que teria sido encontrado na ilha em 1928.

Uma foto bastante polêmica divulgada em 2009 mostra uma estranha construção parecidas com colméias no meio do gelo, que seriam os portões para uma cidade construída por uma civilização desconhecida.




No verso da foto, pode-se ler a seguinte inscrição (em russo):
"Nosso último e solene momento, antes de enterrarmos o portão e toda a verdade com ele. Pyramiden, Spitsbergen, 1928


Quais as razões para que os soviéticos enterrassem para sempre os portões encontrados em 1928 ? Oficialmente o nome da cidade seria devido ao formato de sua principal montanha. Seria este mesmo o motivo ?  


É óbvio que esta história parece ter muito mais de sensacionalismo do que fatos concretos, mas achei no mínimo um história bastante interessante

Apesar de Pyramiden ter sido evacuada, a  ilha de Svalbard continua com cerca de 1.700 habitantes fixos na cidade norueguesa de Longyearbyen, único ponto habitado da ilha que não foi comprado pela mesma empresa que cuidava de Pyramiden: a Soviet State Trust Arctikugol, que comprou 3 vilas carvoeiras no início dos anos 30 (por coincidência uma data bem próxima a 1928). Será que simples minas de carvão seriam motivos suficientes para que os soviéticos criassem uma empresa capitalista para adquirir 3 vilas em uma remota ilha pertencente a outro país ?   

Fonte forum de discussão.




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário